Posts recentes

A desafiadora arte de dar e receber feedback

O feedback é uma ferramenta importante para o desenvolvimento dos funcionários. O objetivo do feedback é reforçar um comportamento ou interrompe-lo quando este não esta alinhado aos valores e propósitos da área ou empresa. Porem, muitas vezes ao invés de construir uma carreira ele pode destruí-la. A linha é tênue entre um feedback apropriado e um inapropriado.

Muitas vezes, a imaturidade e a falta de preparo da liderança têm contribuído para feedbacks inapropriados aonde o gestor ataca ao invés de orientar além de não ter argumentos e exemplos específicos sobre a atuação do funcionário. Este tipo de feedback não traz contribuição só traz desengajamento, além de confundir a pessoa acaba derrubando a auto estima fatores que a médio prazo impactarão no resultado do funcionário e consequentemente da empresa. Em contrapartida, um feedback apropriado, embasado em números, fatos, exemplos e que tem o proposito de orientar e promover o crescimento e desenvolvimento do funcionário, gera energia e comprometimento que impactarão positivamente nos resultados da área e da empresa.

Funcionários felizes e engajados trabalham melhor!

Se você é gestor abaixo seguem algumas sugestões para orienta-lo no feedback para sua equipe:

  • Observe- Para avaliar é preciso conhecer a equipe, o comportamento e resultados de cada integrante, uma boa opção é manter a pessoa informada sobre o seu desempenho com uma periocidade predeterminada além do feedback formal.
  • Descreva o fato- A ideia é a pessoa ter certeza do que você esta falando, portanto não use de suposições, metáforas e exemplos de outros. Fale dele e para ele. Certifique-se que ele entendeu.
  • Cuidado com o tom- Crie empatia durante todos os encontros com os funcionários e cuidado com o tom e as palavras utilizadas neste momento. Algumas palavras para você podem ser normais e para o outro pode soar agressiva desrespeitosa.
  • Seja claro- Deixe claro as suas expectativas em relação ao funcionário e quando for falar algo negativo vá direto ao ponto usando argumentos, dados e fatos.
  • Oriente- O objetivo é melhorar a performance, portanto oriente, de exemplos, diga como você faria, discuta construa uma solução em conjunto.
  • Recorde o propósito- certifique–se que ele esta compreendendo o objetivo da avaliação
  • Pontos Positivos- Mesmo que a avaliação tenha sido bastante negativa, fale primeiramente dos pontos positivos do profissional. Lembre-se que a avalição tem o objetivo de desenvolvimento e cuidar da auto estima do funcionário é importante para que ele esteja aberto e sinta-se em um ambiente seguro para ouvir atentamente os pontos necessários de desenvolvimento.
  • Criticas e elogios! Criticas devem ser feitas em ambiente reservado. Já os elogios cabem ao gestor definir se prefere fazer em ambientes reservados ou em publico. Importante neste caso, é manter a mesma regra para toda equipe.

 

Se você receberá o feedback seguem algumas sugestões de como se preparar:

  • Conheça-se – Invista em você mesmo, invista na sua carreira e trace metas para você mesmo. Preste atenção no seu próprio perfil profissional, nas suas características, comportamento e atitude. Quanto maior for seu autoconhecimento, maior será a sua capacidade de absorver os feedbacks sejam eles positivos ou negativos. Tenha um mentor, um profissional mais experiente para trocar opiniões e aprendizados.
  • Escute- Ao sentar com o gestor, deixe-o falar, não o interrompa e controle a tendência natural de querer justificar tudo! Respire, mantenha a cabeça aberta e o olhar no gestor. Mantenha o controle e a presença e tente entender o que esta sendo dito. Se for importante para manter o foco na conversa, anote os pontos mais importantes.
  • Não ataque- Mesmo em feedbacks mal embasados pelo gestor! O ataque pode conotar insegurança , medo e resistência.
  • Agradeça- Ainda que seja um retorno mal estruturado agradeça o tempo que o gestor disponibilizou para esta avaliação.
  • Tire suas dúvidas- Depois de terminada a visão do gestor, peça a palavra e esclareça o que você não entendeu sempre com o foco no seu desenvolvimento. Caso o feedback tenha sido mal estruturado e sem argumentos, agora é a hora de você solicitar exemplos e sugestões de melhoria. Foque em você e no seu desenvolvimento! Agredir o gestor denota postura inadequada e não o ajudará a tornar-se um profissional melhor no futuro.

A preparação tanto para dar quanto para receber o feedback é fundamental. O feedback tanto positivo quanto negativo pode causar muitos prejuízos.

Pense no risco de um funcionário que faz um trabalho medíocre e é bem avaliado pelo gestor? O que o gestor esta fazendo? Sendo bacana com o funcionário? Poupando o funcionário de viver dentro da realidade de mercado? A médio e longo prazo, quando este profissional for mais exigido pelo mercado ele não irá corresponder e tampouco entender o motivo!

Portanto não trate o feedback como uma obrigação desagradável do mundo corporativo ela pode criar uma grande confusão na carreira e no sucesso tanto de lideres quanto dos seus liderados.

Pense nisso antes de dar ou receber seu próximo feedback.

Quer ler mais sobre isso? Algumas sugestões abaixo:

Um abraço e até breve!

 

Mariane Ortiz

Vídeos sobre feedback

Precisamos falar sobre feedback

Você já foi presenteado hoje? 

Experiência de mais de 25 anos de atuação como alta executiva de empresas líderes de mercado nos segmentos publicitário, mídia e entretenimento. A maioria no Grupo Abril em diversas funções sempre exercendo liderança e gestão de pessoas, a formação de sucessores e de equipes de alta performance chegando a Vice-Presidente Comercial.

Coach Executiva, especializada no atendimento à executivos e profissionais liberais, com formação nas principais instituições do mercado, Instituto Eco Social e ICI – International Coaching Integration, ambas credenciadas pela ICF (International Coaching Federation), e com especialização em Human Dinamic e Comunicação Não Violenta. Certificada pela Centacs-Workplace Big Five Assessment na aplicação, análise e devolutiva.

Membro do ABRH e credenciado nível ACC pela ICF.

Formada em Pedagogia, Publicidade e MBA em Marketing de Serviços formada respectivamente pela PUC/SP, FGV e FIA/USP.

 

%d blogueiros gostam disto: