Posts recentes

COMO ESTÁ O FAIR PLAY NA SUA EMPRESA?

Na corrida pelo sucesso profissional, além das regras, existem valores que devem ser respeitados.

As jogadas desleais precisam ser eliminadas.

Nem tudo é válido!

Não vou falar da transferência do Neymar e tampouco de futebol porque realmente não é o assunto que mais domino na vida apesar de gostar de brincar com o assunto e ser uma grande admiradora de técnicos de futebol como o Tite por exemplo. Mas vou usar o fair play para fazer uma metáfora com o que tenho me deparado ultimamente atendendo executivos aqui no meu escritório.

Um jogador que corre com a bola em direção ao gol, está cumprindo com a sua obrigação, esta justificando seu salario e em contrapartida, o outro time tem por obrigação impedi-lo de chegar ao gol, é assim resumidamente que em uma partida de futebol, as vezes se ganha, as vezes se perde e em outras dá empate.

No futebol, assim como nas empresas ninguém questiona a importância do treinamento, do planejamento e principalmente do equilíbrio emocional para obtermos sucessos duradouros.

Voltando para o futebol, todos nós sabemos que o gol é fundamental para se alcançar o objetivo maior, porem existem alguns gols que lamentamos. Se na partida, um jogador adversário se machuca, normalmente o que é esperado é que o jogador jogue a bola para fora para que o adversário possa ser atendido. Imagine que este jogador que parecia machucado, ao reiniciar o jogo (impossível imaginar que ele a poucos segundos estava realmente machucado!) Dribla um, outro e … gollll! Muitos sentirão vergonha de comemorar mesmo sabendo que este gol trará benefícios para o seu time!  Ele seguiu as regras, aguardou o apito do juiz para retomar a partida, mas …. E os valores? Vale tudo para alcançar seus objetivos e atingir os resultados finais!! E a ética e o fair play aonde ficam?

Pois o que tenho visto em atendimentos de coaching, são executivos se queixando da cobrança de resultados (gols) a qualquer preço! Vale tudo para atingir as metas garantindo o resultado para o acionista e o bônus para o executivo. Será?  E aonde ficam os valores, o que é correto, o fair play do mundo executivo?

Estamos vivendo uma crise aonde estamos nos baseando no que podemos ou não fazer – regras e não estamos cuidando do que devemos ou não fazer – valores. Esta crise esta afetando diretamente o engajamento e consequentemente o resultado das empresas.

Para nós, que atendemos executivos, é importante estar atentos se o incomodo dos nossos clientes esta na liderança, na falta de reconhecimento, na comunicação ou no distanciamento dos seus valores e nos da empresa que trabalha?

 

Um forte abraço e até breve.

 

Mariane Ortiz

 

Experiência de mais de 25 anos de atuação como alta executiva de empresas líderes de mercado nos segmentos publicitário, mídia e entretenimento. A maioria no Grupo Abril em diversas funções sempre exercendo liderança e gestão de pessoas, a formação de sucessores e de equipes de alta performance chegando a Vice-Presidente Comercial.

Coach Executiva, especializada no atendimento à executivos e profissionais liberais, com formação nas principais instituições do mercado, Instituto Eco Social e ICI – International Coaching Integration, ambas credenciadas pela ICF (International Coaching Federation), e com especialização em Human Dinamic e Comunicação Não Violenta. Certificada pela Centacs-Workplace Big Five Assessment na aplicação, análise e devolutiva.

Membro do ABRH e credenciado nível ACC pela ICF.

Formada em Pedagogia, Publicidade e MBA em Marketing de Serviços formada respectivamente pela PUC/SP, FGV e FIA/USP.

 

%d blogueiros gostam disto: