Posts recentes

MERCADO DE TRABALHO E O PROFISSIONAL MADURO

maduroCom o aumento da expectativa de vida e a diminuição da taxa de natalidade a tendência é termos mais pessoas maduras disponíveis no mercado de trabalho, portanto as empresas terão que se adaptar a essa realidade.

Além disso a permanência dos filhos até mais tarde na casa dos pais, faz com que os mais velhos precisem permanecer mais tempo ativos e na figura de chefes de família.

O número de profissionais com mais de 45 anos de idade vai mais do que dobrar nos próximos 30 anos no Brasil. Segundo um levantamento realizado pela consultoria PwC em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) (2013), 57% dos profissionais em idade ativa terão ultrapassado os 45 anos em 2040. Mais profissionais seniores estão e cada vez mais estarão ativos e ávidos por continuar atuando profissionalmente e contribuindo para o mercado de trabalho. Segundo pesquisa realizada pela Manpower, 38% dos empregados norte-americanos tem mais de 45 anos. Outra pesquisa realizada pela Price Waterhouse Coopers (PWC) aponta que no Brasil, os empregados com mais de 45 anos são apenas 24% da força de trabalho. Isso confirma que ainda existe por parte das empresas receio de que os profissionais mais velhos apresentem menor produtividade, só que essa visão não tem nenhuma comprovação cientifica, portanto deve ser superada. Um caminho para as empresas superarem os preconceitos e tirar proveito das vantagens que os profissionais mais velhos podem trazer é olhar práticas bem sucedidas em outros países que já possuem uma força de trabalho mais madura. É uma questão de sobrevivência para as empresas avançar nessa questão e eliminar as restrições para a contratação de profissionais mais velhos.

Os profissionais seniores podem apresentar os seguintes diferenciais:

  • Experiência acumulada;
  • Capacidade de tomada de decisões mais rápidas e fundamentadas;
  • Complementaridade com a geração Y, no papel de mentor;
  • Maior ponderação;
  • Maior capacidade de previsão de cenários.

Essa população busca ter os benefícios e salários compatíveis com os oferecidos pelo mercado e, além disso, um ambiente em que sua experiência seja valorizada, onde se sinta necessário e seja respeitado por já ter uma história construída, sendo esses fatores de atração e retenção.

Os principais desafios (segundo pesquisa da PWC) que as empresas precisão enfrentar para tirar maior proveito da experiência dos profissionais maduros são:

  • Encarar a mão de obra madura como uma opção para lidar com a escassez de talentos;
  • Desenvolver metodologias para a transferência de conhecimentos dos profissionais maduros para os mais jovens, mantendo o equilíbrio interno;
  • Oferecer oportunidades de carreira para os profissionais perto da aposentadoria;
  • Desenvolver mecanismos de atração e retenção específicos para a população madura;
  • Desenvolver indicadores que comparem os custos de contratação de profissionais maduros versus o valor agregado;
  • Ampliação das práticas de qualidade de vida.

As empresas de ponta já possuem programas específicos para abrir espaço para essa população e conhecem os benefícios que a experiência pode trazer para os resultados dos negócios.

A última reflexão que gostaria de provocar é: sua empresa está preparada para o envelhecimento da força de trabalho?

Compartilhe conosco sua experiência com esse tema!

Abraços,

Yara Leal de Carvalho

yara@questaodecoaching.com.br

www.questaodecoachinhg.com.br

https://www.facebook.com/questaodecoaching

  • This seems exciting. I’d including in direction of get hold of upgrades via electronic mail remember to.

%d blogueiros gostam disto: