Posts recentes

Precisamos falar sobre Feedback

feedback

Recentemente li duas reportagens interessantes. A primeira falava sobre feedback bidirecional disrupto, que traz a ideia de feedbacks constantes entre líderes e liderados (não é topdown, pode vir de qualquer posição, por isso bidirecional) e sem hora nem local formais para acontecer (por isso disrupto). A segunda falava sobre o fim das avaliações formais de desempenho, que traz a noção (óbvia) de que os profissionais querem saber se estão indo bem ou não sem ter que esperar um ciclo anual para isso acontecer.

Pois bem, iniciamos o segundo semestre de 2015 e nas empresas provavelmente temos o balanço de como foram esses meses. Sabemos que o mercado está um tanto quanto complicado, temos dados para discutir, mas será que o melhor caminho é esperar o ano terminar para dar uma devolutiva de como os profissionais atuaram? E as vezes tenho a impressão que o feedback é “ensinado” apenas para quem está acima na hierarquia, uma visão bem paternalista na minha opinião. Na área da educação gostamos de dizer que o professor também aprende com o aluno, porque o líder não pode aprender com seu liderado? E se um técnico de futebol tivesse que esperar o jogo acabar para dar feedback ao seu time de como eles deveriam jogar?

Se o feedback se tornar algo mais informal, objetivo, preciso, se tanto quem dá feedback quanto quem recebe souber lidar com as informações referentes a papéis e não identidade (não levar para o lado pessoal) realmente não serão necessárias as avaliações de desempenho. Porquê da mesma forma que um técnico corrige o time assim que ele percebe algo errado (ou uma melhor forma de atuar) o líder pode fazer a mesma coisa. É claro que finalizados os ciclos podem haver reuniões formais para uma avaliação, e isso é saudável. No esporte os times fazem avaliações regulares em seus jogadores e isso faz parte do planejamento. Mas nunca se espera um ano para isso acontecer, geralmente a cada mês há uma avaliação para verificar se os treinos trouxeram os resultados esperados.

Mais feedback, menos avaliações formais. É menos burocracia, mais relacionamento e com foco em resultados. Quer saber mais sobre feedback? Leia este artigo: Você já foi presenteado hoje?

E se você tiver interesse em saber como trabalhamos com esse tema dê uma olhadinha nesse link aqui.

Grande abraço!

Alexandre Nakandakari

  • Oneself should in the direction of be a element of a contest for a single of the most excellent web sites upon the website. I’m moving towards suggest this weblog!

%d blogueiros gostam disto: