Posts Recentes

SATISFAÇÃO NO TRABALHO


Segundo pesquisa feita pelo International Stress Management no Brasil (Isma-BR) http://ismabr.blogspot.com/2011_10_01_archive.html , com profissionais brasileiros:

76% Estão infelizes

59% Estão descontentes com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

31% Estão desmotivados

52% não estão satisfeitos com seus gestores

81% Se sentiram enganados pelas propostas do emprego após a contratação

Isso significa que, dentro de um ambiente de trabalho temos mais pessoas infelizes do que profissionais satisfeitos! Olhe para os lados, é isso que você vê?  É assim que você se sente?

Podemos dizer que satisfação e insatisfação são fenômenos causados por motivos distintos, sendo a insatisfação determinada pela carência dos fatores extrínsecos ao trabalho e satisfação determinada pelos fatores intrínsecos ao trabalho:

Fatores Extrínsecos – eliminam insatisfação

Recompensas financeiras

Benefícios

Promoções

Apoio social

Fatores intrínsecos – provocam satisfação real

Significância – entender qual é o propósito do seu trabalho e o quanto ele contribui para os objetivos da empresa.

Autonomia – ser responsável por uma parte importante do trabalho, podendo agir com independência.

Variedade – ser exposto a atividades diversificadas.

Identidade – conhecer qual é sua posição dentro da empresa e qual sua relação com os demais.

Feedback – Buscar o aprimoramento por meio do retorno sobre o seu desempenho.

Há algum tempo, satisfação no trabalho era segurança, carteira assinada, trabalhar dentro de sua especialização. Hoje esse sentimento pode ser traduzido como crescimento profissional, qualidade de vida, ambiente propício para o desenvolvimento, reconhecimento, ter um gestor que seja exemplo, receber desafios, entre outras coisas. Manter-se satisfeito diante de um mundo complexo como o atual não é uma tarefa fácil, mas deve ser um objetivo tanto de empresas quanto de profissionais.

Segundo Locke (1976), satisfação no trabalho é o estado positivo ou de prazer, resultando na avaliação positiva do trabalho do individuo.

Então como conquistar a satisfação no trabalho? Um caminho pode ser observar e procurar desenvolver as características que as pessoas felizes no trabalho apresentam.

Segundo o psicólogo holandês Arnold B. Bakker (em matéria na revista Isto É – out/2011), as pessoas satisfeitas no trabalho são naturalmente engajadas. Ou seja, conseguem investir energia, otimismo e dedicação no que fazem. Fundamentalmente, conseguem moldar o ambiente de trabalho para atender melhor às suas necessidades e não o contrário. Além disso, as pessoas contentes com o seu trabalho possuem uma autoestima elevada, são confiantes, flexíveis e têm metas definidas, ou seja, sabem o que querem.

Procure trabalhar os fatores intrínsecos ao trabalho mudando sua postura:

  • Encontre o sentido do seu trabalho, procure entender qual é o propósito do que faz e qual o impacto que sua atividade tem dentro da empresa;
  • Busque oportunidades para realizar novos trabalhos e atividades diversificadas;
  • Negocie com o seu gestor maior grau de autonomia e responsabilidade;
  • Saiba solicitar e fazer bom uso de feedback. Busque o desenvolvimento por meio dessa ferramenta;
  • Procure entender a hierarquia da empresa e construir alianças que ajudem a atingir resultados.

Um processo de coaching pode ser um grande aliado na busca de satisfação no trabalho. Empregamos a maior parte do dia no trabalho, portanto é muito pouco ser feliz somente aos finais de semana. Conquistar a satisfação no trabalho deve ser uma meta importante na vida de cada um de nós.

Vejam o filme com a palestra do Daniel Pink sobre esse tema. Muito boa e complementar ao post.

E então caros leitores, o que vocês pensam sobre esse tema? Escrevam para provocar um debate. Ser feliz no trabalho é uma causa nobre!

Aproveite para se inscrever no Blog e receber um aviso sobre novos posts inserindo seu e-mail do lado direito da tela.

Abraços,

Yara Leal de Carvalho

ASDP Consultores

www.asdp.com.br

(14) Comments

  1. Renato Esteves

    76% Estão infelizes Estamos, novamente, passando por um período de F&A (CBD que comprou e fundiu Ponto Frio e Casas Bahia) e queda no faturamento das empresas de varejo como bancos, magazines, seguradoras. O Carrefour do Brasil apesar de ser o terceiro maior mercado para os franceses, apresentou fraudes de mais de US$1 Bilhão em 2011 e esta à venda. Rumores indicam a venda do Magazine Luiza ao Wal Mart que recentemente tentou uma compra/oferta hostil contra o Carrefour. Abílio Diniz ainda tenta comprar o Carrefour apesar do veto dos sócios franceses do Casino. 59% Estão descontentes com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional Milhões estão desempregados. O profissional somente se dará conta do que aceitou após 6 meses de trabalho, no mínimo, 31% Estão desmotivados O mercado esta expulsando os profissionais acima dos 45 anos de idade. 52% não estão satisfeitos com seus gestores Mostra a baixa qualidade dos nossos profissionais colaboradores. 81% Se sentiram enganados pelas propostas do emprego após a contratação Sim. As empresas mentem para contratar. Oferecem o que não podem fazer porque no Brasil...quem sabe o que acontecerá daqui a 3 meses? novo aumento de IPI? redução e alteração das regras de recolhimento tributário? novo escândalo político?

    1. Yara Leal

      Renato, ótima identificação das causas para as estatísticas apresentadas, realmente a nossa realidade dá motivos para nos sentirmos insatisfeitos. Mas fica para cada um escolher como lidar com a realidade que se apresenta. Olhamos a realidade de acordo com as nossas crenças e cada um tem o seu mapa, que não necessáriamente é o território. Gostei da sua contribuição, continue conosco...Abrs e obrigada.

      1. Renato Esteves

        Sim. Aqui entra o Coaching. Desenvolver e ensinar os profissionais a enxergarem as empresas e os mercados. Estou sendo contratado pela empresa Silva&Silva...eu sei ou conheço a empresa que me contratata ou estou caminhando com "os faróis baixos"? "Olhamos conforme nossas crenças..." Não seria mais adequado ao profissional aprender a enxergar como fazem os cientistas e pesquisadores que utilizam vários telescópios, microscópios, telas e computadores? O Coach tem essa missão? Acredito que sim.

      2. Yara Leal

        Concordo Renato, quanto mais possibilidades analisarmos mais assertividade teremos e como você disse o processo de Coaching ajuda e muito esse caminho! Continue contribuindo com o Blog. Abrs,

  2. Filósofo

    Resumindo: O sujeito foi enganado na contratação, contudo está feliz. Paradoxal.

    1. Yara Leal

      Olá Filósofo, Os 81% que se sentiram enganados pelas propostas do emprego após a contratação, não se se semtem satisfietos e sim enganados. Essa é uma situação dificil, pois aceitar um trabalho e depois se deparar com uma realidade diferente da prometida, antes da contratação, torna dificil a sensação de satisfação. Mas de qualquer forma, conquistar a satisfação no trabalho deve ser uma meta importante na vida de cada um de nós. Abrs e grata pela contribuição.

      1. Renato Esteves

        Como vão nossas empresas? Como vai o mercado de trabalho? O setor de mineração do empresário brasileiro Eike Batista e seus sócios sul africanos esta sofrendo retração nos negócios; prejuízos em breve serão anunciados. Não existe capital no mundo para financiar uma nova revolução industrial como também a China não vai manter eternamente a economia mundial em expansão. Voltando ao varejo, Cea após encerrar suas operações na Argentina, aposta todas as fichas no Brasil e na Espanha (case idêntico ao Carrefour). Caloi e Levorin, à beira de novas falências, pressionam Dilma para continuar subindo o imposto dos importados deixando tudo mais caro e causando retração no varejo de bicicletas. O Brasil apesar dos modestos 5%, é o terceiro mercado mundial de bicicletas. Após ouvir reclamações da indústria, dos usuários, da população, a Petrobrás lança o diesel 50, mais limpo, menos poluente, obedecendo a legislação de 2012 que impõe regras, limites e qualidade nos meios de transporte. Mas...mas...esse diesel necessita da nova geração de motores diesel que a indústria nacional ainda não trouxe da Europa e, que utiliza um recipiente de uréia para transformar o bio diesel queimado em quase...água. Um frotista de Curitiba que tenha comprado um caminhão preparado com a nova geração de motores e abastecido com o diesel 50 irá até Recife. E? Quem disse que em Recife haverá diesel 50 e uréia para o frotista de Curitiba? Sou caiçara. Vivo no litoral. Os empreeendedores do segmento de turismo (hotéis, negócios de praia, conveniências, autônomos) me disseram que 2012 foi a pior temporada dos últimos 5 anos. A chinesa JAC que o Faustão anuncia todo o final de semana bateu records de venda. Só que venderam uma quantidade menor do que um único veículo da VW...a Kombi. Vestuário. Riachuelo e Renner ião bem. Não vão mais. Riachuelo dá nício a um programa de demissões em consequência da retração nas vendas. 50% do PIB norte americano é gasto com defesa. É grana fabricada e gasta lá, com tecnologia, desenvolvimento e inteligência de lá. 55% do PIB brasileiro é gasto para pagar salários de políticos e rodar a máquina pública com mensalões, quinzenões e semanões. Marx (Groucho) dizia que não entraria em um clube que o convidasse para sócio. Estar satisfeito no trabalho é consequência de reconhecimento, recompensa e properidade. Nossos estudantes graduados procuram trabalho em...em...qualquer empresa que lhes dê trabalho. O mercado precisa de tutores de carreira e coachs que deveriam trabalhar os planos e a estratégia de nossos estudantes desde os 12 anos. A Espanha forma pilotos de velocidade (bikes, motocicletas, carros) à partir dos 5 anos de idade. No Brasil isso começa aos 20...quando começa. Conquistar satisfação no trabalho é procurar e cavar a carreira antes dos estudos. Sabendo onde e como estudar, conhecendo quando e quanto se preparar (especialização, mestrado, doutorado), pode deixar o profissional mais à vontade para negociar um emprego que vem sendo trabalhado com os tutores e coachs desde o ensino médio. Charles Handy, em seu livro The Hungry Spirit, diz que "a sociedade deveria tentar oferecer a cada jovem um mentor de fora do sistema educacional, alguém que tivesse grande interesse no desenvolvimento e progresso daquela pessoa na vida. Os jovens conhecem poucos adultos além de seus pais e professores, figuras frequentemente autoritárias que eles provavelmente rejeitarão durante a adolescência. É difícil para eles terem uma visão realística da vida, além de seu grupo diário ou dos modelos que adotam nos esportes ou na música, na realidade, os outros únicos adultos a respeito dos quais eles sabem alguma coisa. O primeiro passo para respeitar a si mesmo é muitas vezes ter granjeado o respeito de alguém que você respeita". As estatísticas que foram publicadas refletem que nós profissionais estamos aquém do que deveríamos estar. Estamos pior preparados do que precisaríamos. Somos colaboradores mal formados e mal informados. Como consertar? Como mudar? Empreender? Especializar-se? Pesquisar mais? Sonhar mais? As empresas estão se aproveitando da baixa formação profissional para oferecer o que não vai acontecer? Como o profissional brasileiro pode se tornar mais competente, mais competitivo, enxergar melhor e produzir mais? Os EUA se preparam para lançar a Internet 2. A velocidade de transmissão dos dados vai chegar a zilhões, tetras bits e bytes. O Brasil não consegue oferecer acesso discado (56 kbps) nas principais capitais a todos que requisitam e imploram pela inclusão digital. A vida nunca foi fácil...mas esta ficando pior a cada ano no Brasil, o ufanismo do governo nos coloca entre as seis maiores economias do mundo, esquecendo-se que na periferia de Porto Alegre e no Norte de Minas, brasileiros comem biscoitos de barro e morrem de fome...como nossos irmãos no Haiti. A Rússia esta construindo estádios de futebol, em concreto, móveis. Podem ser levados à qualquer cidade russa, montados para o evento e desmontados para uma nova atividade. Quero ver a FIFA apontar o dedo para os russos e criticar um ramo de grama quando chegar a hora da Rússia sediar o mundial. Isso eu quero ver... Enquanto isso no Brasil...onde estão os Coachs e Tutores de Carreiras? Precisamos deles com urgência.

      2. Yara Leal

        Boa sua visão ampla do mundo e dos negócios. Eu gosto de trazer as questões mais próximas da atuação individual, podemos mudar o mundo a partir da ação de cada um de nós. A ideia de ter mentores é muito bacana e podemos buscar isso, caso a condição não tenha permitido, desde de bem pequenos podemos fazer isso agora, sempre encontraremos alguém próximo, que se disponha a isso. E também tem aquela frase que diz que - Quando o discípulo está pronto o mestre aparece! Como escrevi anteriormente, gosto de trazer as questões mais próximas da atuação individual, penso que pequenas ações em nosso dia-a-dia podem provocar mudanças, que melhorarem nossa satisfação no trabalho. Abrs

      3. Renato Esteves

        Sim, concordo. São as pequenas ações e as pequenas gentilezas que mudam o ambiente. Palavras vão com o vento. Ficam os princípios. Acho que o descontentamento dos profissionais com chefes, empresas e com o cotidiano, vem da situação do país e mundial que funde negócios, fecha fábricas, demite milhões e corta pessoal como se fatia salame. Os profissionais estão à espera dos mestres. Pode ser um problema de valor, de conveniência, de informação e até de formação. Graduados, pensamos que sabemos. Sabemos o que, se mal e porcamente negociamos a entrada nas empresas e 81% arrepende-se e julga ter sido traído? O governo expande a rede de faculdades particulares aos quatro cantos do Brasil...e onde estão nossos professores de ensino fundamental e mediano? Onde estão os mestres? Não esta na hora de criar a carreira (academia + profissão) de Coach? 76% estão infelizes. 76% deixaram de sonhar. Pode estar surgindo um grande mercado para profissionais como a Yara?

      4. Yara Leal

        A profissão de Coach vem crescendo muito, justamente para atender essa demanda. O processo de coaching tem como objetivo auxiliar o cliente a revelar e libertar o potencial para que cada um possa aproveitar seu talento de forma a alcançar seus objetivos e metas. Abrs

  3. Renato Esteves

    Bom...muito bom...o tema é sobre a satisfação no trabalho e o processo de coaching contribui para o amadurecimento e o desenvolvimento do profissional. Lembro de uma discussão em um dos grupos do Linkedin sobe problemas pessoais e o ambiente de trabalho. Vários colegas defenderam a posição que é dever da empresa empenhar-se na solução de problemas pessoais. Eu, sempre ácido e mal humorado, batia na mesma pedra: xô,problemas pessoais dentro das empresas...não é dever da empresa "adotar" xororô de colaborador. Isso contribui para melhorar a satisfação para com a empresa e o trabalho? Levar adiante (aos colaboradores, ao chefe, ao RH) nosso cotidiano pessoal, é uma forma de criar uma relação de confiança e de bem estar? E se a empresa não estiver satisfeita com nosso empenho e com o nosso desempenho? Como saber o que se passa no RH sobre nós mesmos? As avaliações 360 feitas com a chefia são suficientes para dar segurança aos colaboradores? E se chega um novo chefe? E se um aversário ou concorrente interno se torna chefe? O que fazer? Parece que o mercado de trabalho esta exigindo mais uma competência dos profissionais: saber negociar.

  4. Renato Esteves

    Pode parecer esquisito...mas, todo profissional sabe onde esta? sabe onde ir? Se a resposta for sim...por que o mercado para consultores, coachs e tutores não para de crescer? Quem trabalha na área comercial tem a meta diária de vendas como objetivo...mas, isso são as metas do profissional? Profissional...vá em frente. Fale com seu coach e vá buscar seus objetivos. Falando em objetivos...estamos sonhando com eles? Começa junho...como estamos? O Brasil cresceu 0,2% no primeiro trimestre de 2012. Quem respondeu por esse crescimento é o varejo e o agro negócio. Nosso parque industrial vem apresentando queda seguida nos últimos 8 anos. Para quem esta procurando trabalho ou mudança, acho que fazer isso no comércio e no agro negócio é coerente com a realidade do país enquanto empenhar-se na indústria esta meio que...na contra mão do que esta acontecendo no Brasil. Provavelmente, quando o governo divulgar os números do segundo trimestre de 2012 teremos crescimento negativo. Por que? Porque o governo subiu o IPI dos importados, das bebidas (cervejas e refrigerantes) e vem gastando demais com a burocracia e a manutenção do setor público. Nesse cenário de falta de crescimento...o profissional precisa de uma bússola chamada Processo de Coaching.

  5. Renato Esteves

    Falando em indústria que não cresce...a concordatária GM acaba de fundir a PGA Citroen (Peugeot + Citroen). Ninguém arrisca palpite sobre o que significa isso. O presidente da GM disse que o objetivo é absorver mais tecnologia para fabricar carros com motor de 4 cilindros. Financeiramente, as duas empresas estão...na vala. No Brasil, a PGA não sai dos 5% de market share somando as duas marcas francesas; a GM não precisa disso para alavancar as vendas dos novos modelos lançados aqui e nos EUA. Então...o que acontecerá com as funções replicadas dos profissionais das duas empresas fundidas? O profissional vai precisar se adaptar a um ambiente de mudanças...chefia nova, novo foco, novos colegas, nova língua...novo...novo. O profissional vai precisar conhecer técnicas de negociação para usar com a chefia: pares novos. O profissional vai precisar desenvolver as competências que já tem + conhecer novas habilidades para incorporá-las ao seu cotidiano. Quem vai cuidar desse profissional? Eu já estaria na fila de contratação de Coachs. Falando em França...a Renault é quase uma estatal, o país recebe todo o lixo nuclear produzido na Europa (parece que é uma conta vinda da Segunda Guerra Mundial), a Dassault só existe no papel (aquela dos aviões da Dilma) e o enorme avião A380 voa derrubando suas turbinas nas cabeças dos franceses...e dos alemães. Aqui, parece que o varejo francês (Tok&Stok, Decathlon, Le Roy e outros do segmento home/bricolagem/esporte, vai bem. Mais um indício que a indústria nacional e mundial esta doente. Logo ela...que sempre ofereceu a maior quantidade de empregos. A antiga mansão dos Matarazzo na Avenida Paulista (já demolida) cedeu lugar a um mega empreendimento de varejo (lojas, hotéis, shoppings, centro de convenções). A Matarazzo foi uma das quatro maiores industrias mundiais. Profissional...onde você esta e qual seu objetivo? Você esta construindo isso com ajuda de quem sabe o que faz? A Alemanha esta desativando as usinas nucleares. Alguém precisa ir até Angra e avisar o pessoal de lá que a tecnologia dos anos 1980 comprada dos alemães...virou nuvem radioativa. Mais uma indústria que se vai. A satisfação no trabalho pode aumentar se o profissional escolher empresas e mercado de trabalho construindo uma estratégia consistente e coerente com a realidade.

Deixe uma resposta

Latest Tweets

%d blogueiros gostam disto: